Ir para o conteúdo

Unidade de Hospitalização Domiciliária

 

Logotipo HD

 

A Unidade de Hospitalização Domiciliária (UHD) do Hospital Dr. Francisco Zagalo – Ovar iniciou a sua atividade a 16 de junho de 2019. É um modelo inovador de prestação de cuidados de saúde que proporciona assistência de nível hospitalar no conforto do lar e no ambiente familiar. No decorrer destes dois anos de atividade, contamos com quase duas centenas de internamentos e apresenta elevadas taxas de sucesso a nível de satisfação dos doentes e famílias. A equipa da UHD, propõe-se a restabelecer a saúde e o bem-estar dos utentes internados, de um atendimento personalizado, rigoroso, humanizado e afável.

Temos capacidade de internamento de 5 doentes em idade adulta que aceitem voluntariamente o internamento em casa e conjuntamente cumpram um conjunto de critérios clínicos, sociais e geográficos. Se vive no concelho de Ovar ou zonas limítrofes pode usufruir dos nossos serviços em sua casa.

Como contactar:

Fale com o seu médico ou enfermeiro assistente (USF), serviço de urgência, serviço de internamento, IPSS. Se reunir critérios de admissão, o profissional de saúde deve contactar a UHD com a descrição da situação clínica através de:

Nós estamos aqui para ajudar.

—————————————————————————————————————————

QUEM SOMOS

  • A Unidade de Hospitalização Domiciliária é uma unidade funcional integrada no HFZ-Ovar, com meios físicos, técnicos e humanos partilhados.  Somos uma equipa hospitalar constituída por médicos, enfermeiros, assistente social, nutricionista, farmacêutico e assistente técnica.

O QUE FAZEMOS

  • Procedemos à admissão ou readmissão de doentes no âmbito da hospitalização domiciliária, bem como à sua exclusão. Recebemos doentes através da Consulta Externa, das USF, Serviço de Urgência do CHEDV, Hospital Dr. Francisco Zagalo Ovar, desde que reúna critérios em hospitalização domiciliária.
  • Responsabilizamo-nos pela gestão de todo o processo assistencial, correspondente ao período de internamento domiciliário, da admissão à alta.
  • Definimos e realizamos para cada doente um plano individual de cuidados;
  • Articulamos com as demais áreas e serviços assistenciais do hospital na execução do plano de cuidados;
  • Garantimos a continuidade de cuidados.

OBJETIVOS

  • Aplicar padrões de qualidade de cuidados assistenciais centrados no utente/família.
  • Garantir a melhoria dos serviços prestados e desenvolver as aptidões técnicas.
  • Aumento do bem-estar dos doentes e suas famílias.

MISSÃO

  • Prestar cuidados de saúde em tempo útil e com um elevado nível de qualidade, eficiência e custos socialmente comportáveis, em regime domiciliário, apostando numa política de proximidade, na satisfação das necessidades e expectativas dos doentes, cuidadores, profissionais de saúde e colaboradores.

VALORES

  • Rigor na admissão de doentes e no seu seguimento clínico.
  • Voluntariedade na aceitação do modelo.
  • Igualdade de direitos e deveres do doente.
  • Verdade para ouvir e perceber todas as informações na tomada de decisão,
  • Humanização de serviços e valorização do papel da família/cuidador
  • Responsabilidade, Segurança, Satisfação, Equidade na prestação de cuidados.

PRINCÍPIOS

  • Respeito e dignidade da pessoa humana e do profissional, o princípio da beneficência, da não maleficência, do respeito pela autonomia, da justiça e da vulnerabilidade.

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO

  • A UHD funciona 24 horas/7 dias por semana, 365 dias do ano.
  • Médico das 09:30 às 14:30 em presença física e de prevenção das 14:30 às 20:00 nos dias úteis de semana.
  • Enfermagem em permanência das 08:00-22:00 e prevenção das 22:00 às 08:00.
  • As emergências/urgências médicas durante a noite (das 20:00h às 08:00h), fins de semana e feriados, mediante indicação do médico residente do hospital, são deferidas para o serviço de urgência do hospital da área de residência, com ou sem a participação do INEM.

CONSENTIMENTO INFORMADO

  • O doente, assim como o seu familiar ou cuidador, têm de dar o seu consentimento livre e esclarecido quanto à integração na UHD e à execução do plano terapêutico com recurso ao internamento domiciliário.

CRITÉRIOS DE ADMISSÃO

  • Aceitação voluntária da hospitalização domiciliária, com a assinatura de um consentimento informado por parte do doente e/ou representante legal.
  • Existência de diagnóstico que apresente estabilidade clínica (doença aguda, ou crónica agudizada) controlável no domicílio.
  • Existência de um cuidador.
  • Condições higiénico-sanitárias básicas e habitabilidade adequadas (luz, água e saneamento).
  • Existência de telefone ou telemóvel para fins de contacto com a equipa da UHD.
  • Residência no Conselho de Ovar ou zona limítrofe, numa distância de 30 minutos de deslocação.

CRITÉRIOS DE EXCLUSÃO

  • Incumprimento pelo menos de um dos critérios de admissão.
  • Doentes com critérios de dependência a substâncias ilícitas ou dependência alcoólica com consumos ativos.
  • Doentes com ideação suicida, agitação psicomotora e/ou psicose aguda e doenças com risco epidemiológico.
  • Incapacidade mental do doente e do cuidador/familiar que condicione a compreensão dos cuidados necessários e os tratamentos prescritos.
  • Incapacidade física/emocional que impeça, quando necessário, a colaboração do utente ou seu cuidador/familiar para a aplicação do procedimento.
  • Grávidas.
  • Idade inferior a 18 anos.

ARTICULAÇÃO COM AS RESPOSTAS HOSPITALARES

  • Os nossos doentes são avaliados, sempre que necessário, por diversas especialidades, de acordo com a sua situação clínica, nomeadamente Cardiologia, Medicina Física e Reabilitação.
  • São efetuadas, quando necessário, avaliações clínicas em colaboração com outras entidades do Serviço Nacional de Saúde, entre as quais o Centro Hospitalar Entre Douro e Vouga, o Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho.
  • Os meios complementares de diagnóstico e terapêuticos (MCDT) adequados às suas necessidades são assegurados pela UHD.
  • O transporte do doente hospitalizado no domicílio rege-se pelas mesmas regras aplicáveis aos doentes em internamento convencional do HFZ Ovar.

MÉDICO

  • O serviço é dirigido por um Coordenador da Unidade.
  • Os médicos do serviço atendê-lo-ão em ligação com o seu médico de família e fornecer-lhe-ão informações relativas aos atos de diagnóstico, terapêutica ou outros a que seja submetido.

ENFERMEIRO

  • A UHD tem uma Enfermeira Gestora, disponível para quaisquer informações e esclarecimentos que pretenda solicitar-lhe.
  • Durante as 24 horas do dia, terá um enfermeiro responsável pelos cuidados que necessita e que assegura o contacto permanente durante o internamento.

OUTRO PESSOAL

  • Temos ainda uma secretaria de unidade responsável pelos procedimentos administrativos inerentes à sua estadia neste serviço.
  • A Assistente Social e a Nutricionista  estarão à sua disposição e dos seus familiares, podendo solicitar a sua colaboração.
  • Farmacêutica e outros profissionais de saúde  poderão ter contacto consigo contribuindo para o seu completo bem-estar e pronto restabelecimento.

MEDICAÇÃO

  • Aos utentes da UHD é fornecida medicação diariamente segundo prescrição médica.

CULTO

  • Há liberdade de culto como princípio e direito fundamental.  Poderão solicitar a presença do seu assistente religioso quando necessitarem.

GABINETE DO UTENTE

  • O Gabinete do Utente existente, localiza-se no rés do chão no edifício do Hospital Dr. Francisco Zagalo – Ovar. Pode apresentar as suas sugestões e/ou reclamações. Se entender, utilize mesmo o “Livro Amarelo” disponível para o efeito.

CONTINUAÇÃO DO TRATAMENTO

  • Uma síntese do seu tratamento e estado de saúde será enviado ao seu médico e enfermeiro de família/assistente através da carta de alta, via correio eletrónico. Se tiver dúvidas, não hesite em pedir esclarecimentos sobre o uso dos medicamentos prescritos, regras de alimentação, cuidados especiais a ter.
  • Colabore, preencha os inquéritos corretamente, estes são anónimos.
  • As suas opiniões e sugestões são bem-vindas, só com a sua colaboração poderemos melhorar o atendimento.

INFORMAÇÕES GERAIS

  • Cuidados de higiene e alimentação não são assegurados pela Unidade de Hospitalização Domiciliária.
  • Não pode ausentar-se do domicílio quando estiver internado.
  • Durante o seu internamento, sempre que necessite, contacte o enfermeiro que se encontra de serviço, através do número de telefone disponibilizado.
  • Procure cumprir as indicações que lhe forem dadas pelos profissionais de saúde.
  • Este serviço de internamento rege-se pelos princípios do internamento convencional, não carece de qualquer pagamento por parte do utente.

 

Desejamos-lhe desde já um rápido restabelecimento. Terá o apoio da seguinte equipa:

  • MÉDICA COORDENADORA: Cláudia Martins
  • ENFERMEIRA GESTORA: Maria da Luz Alonso

 

viatura hospitalização domiciliária

Viatura da Unidade de Hospitalização Domiciliária do HFZ-Ovar