Ir para o conteúdo

Serviços Farmacêuticos melhoram circuito do medicamento em meio hospitalar

Novo equipamento permite maior segurança na reembalagem de fármacos, de acordo com a dose unitária prescrita para cada doente.

Os Serviços Farmacêuticos do Hospital Dr. Francisco Zagalo – Ovar (HFZ-Ovar) dispõem agora de um equipamento de distribuição automatizada de medicamentos, que permite reembalar e identificar formas sólidas orais (comprimidos e cápsulas) de acordo com a dose unitária prescrita para cada doente.

“A distribuição de medicamentos representa um sistema basilar no circuito do medicamento, tendo como objetivo afiançar uma utilização segura, eficaz e racional do medicamento, bem como menorizar os custos e os erros associados à dispensa e administração deste aos doentes”, afirma a responsável dos Serviços Farmacêuticos do HFZ-Ovar, Márcia Valinho.

“Entre os sistemas de distribuição de medicamentos implementados a nível hospitalar, o Sistema de Distribuição por Dose Unitária é o que se tem apresentado mais adequado para um correto seguimento da terapêutica farmacológica do doente, uma vez que cabe aos Serviços Farmacêuticos interpretar e validar a prescrição médica, gerando o perfil fármaco-terapêutico do doente”, explica, fundamentando a necessidade da aquisição do novo equipamento, comparticipado por fundos comunitários no âmbito do projeto “Hospital do Futuro” e que se reveste de um salto qualitativo na resposta dos Serviços Farmacêuticos.

Refira-se que a reembalagem – cujo grau de objetividade determina a minimização de erros associados à medicação – é crucial no circuito do medicamento em meio hospitalar, assumindo especial importância no contexto atual.

O projeto “Hospital do Futuro” teve como objetivo introduzir melhorias ao nível da organização e gestão do Hospital Dr. Francisco Zagalo – Ovar. Foi financiado pelo Portugal 2020, no âmbito do Programa Operacional Competitividade e Internacionalização, (POCI-05-5762-FSE-000125), no montante de 567.030,00 euros, dos quais 481.975,50 euros são provenientes do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Este projeto enquadrou-se no sistema de apoio à transformação digital da Administração Pública (SAMA2020): Operações de Capacitação da Administração Pública, visando a desmaterialização de registos e processos; capacitação do cidadão na utilização das tecnologias no âmbito da saúde; implementação de ferramentas de gestão documental e de monitorização, em tempo real; otimização de recursos.

imagem do post do Serviços Farmacêuticos melhoram circuito do medicamento em meio hospitalar
Partilhar: