Ir para o conteúdo

Mandamentos do HOSP

Através da Resolução do Conselho de Ministros n.º 108/2017, foi aprovada a Estratégia TIC 2020 – Tecnologias da Comunicação e da Informação 2020

(https://tic.gov.pt/aprovados-a-estrategia-tic-2020-e-os-planos-setoriais-tic) que enquadra os vários Planos Setoriais TIC de cada uma das 17 áreas governamentais. No âmbito do setor da Saúde, foi aprovada a ENESIS 2020 – Estratégia Nacional para o Ecossistema de Informação de Saúde (http://enesis.spms.min-saude.pt) que implementa um conjunto de iniciativas concretas, designadamente a “Desmaterialização dos registos e processos no SNS até 2020 (SNS sem Papel 2020)”.

Neste contexto, surge o projeto HOSP: Hospital de Ovar sem Papel que pretende, em termos gerais, tornar o Hospital Dr. Francisco Zagalo, Ovar, o primeiro hospital público integrado no SNS totalmente desmaterializado em matéria de registos e processos. Por outro lado, pretende-se reformular todo o processo participativo do utente criando condições para o Hospital do futuro.

Por se tratar de um projeto ambicioso e abrangente, o HOSP elenca um conjunto de iniciativas concretas que visam contribuir para a Transformação Digital do Hospital de Ovar, envolvendo todas as componentes existentes no ambiente hospitalar, incluindo, entre outros, os serviços de ação médica e de enfermagem, meios complementares de diagnóstico e terapêutica, farmácia, bloco operatório e, naturalmente, toda a parte administrativa, sem esquecer o processo de interação com o utente.

Como argumento motivacional, foram adotados “10 mandamentos” que pretendem inspirar os profissionais para levarem por diante ações e comportamentos alinhados com os objetivos do HOSP. São eles:

imagem do post do Mandamentos do HOSP
Partilhar: